Observação: sempre que possível tenha um acompanhamento nutricional, pelo menos inicial, para adequar sua alimentação a seu caso em particular. As considerações aqui contidas são apenas um guia geral.

 Os alimentos ricos em sódio (“sal”) e gorduras saturadas (principalmente as gorduras de origem animal, óleo de coco e manteiga) devem ser evitados, ao passo que os ricos em fibras e potássio (feijões, ervilha, vegetais de cor verde-escuro, banana, melão, cenoura, beterraba, frutas secas, tomate, batata inglesa e laranja) são permitidos.

Deve-se preferir o consumo de frutas, verduras, alimentos integrais, leite desnatado e derivados, quantidade reduzida de gorduras saturadas e de colesterol (presente nos alimentos de origem animal), maior quantidade de fibras, potássio, cálcio e magnésio. Esta dieta, associada à redução no consumo de sal, mostra benefícios ainda mais evidentes, sendo fortemente recomendada para hipertensos (e, pessoalmente, acrescento, para pacientes com Diabetes).

Comer de quatro a cinco porções de frutas, quatro a cinco porções de vegetais crus ou cozidos e duas a três porções de laticínios desnatados por dia, com menos de 25% de gordura.

Reduzir a quantidade de sal no preparo de alimentos, dando preferência aos temperos naturais como alho, cebola, limão, gengibre, alecrim, ervas, salsa, cebolinha, hortelã e manjericão. O ideal é retirar o saleiro da mesa, evitar os temperos industrializados e os molhos prontos, sopas em pó, embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, presunto, salame), conservas, enlatados, congelados, defumados, “salgadinhos” (os famosos salgadinhos em pacotes), mussarela e queijo prato. Alguns alimentos não têm gosto salgado, mas têm sódio na sua composição como mostarda, catchup e refrigerantes.

Substituir doces e derivados do açúcar por carboidratos complexos e frutas, evitar sucos industrializados dando preferência aos sucos naturais de frutas, de preferência sem adição de açúcar.

Evitar as gorduras hidrogenadas (como margarina e gorduras utilizadas na fabricação de bolos, sorvetes e variados tipos de doces) e dando preferência às gorduras do tipo mono ou poli-insaturadas, presentes nas fontes de origem vegetal, exceto dendê e coco.

Substituir frituras por alimentos assados, crus ou grelhados.

É saudável uma pessoa ingerir até 5 g de sal por dia (2,0 g/dia de sódio), correspondente a cerca de 3 colheres de café rasas de sal adicionadas aos alimentos.

Fonte: VII Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial, com adaptações.

Dr. José Luís Verbiski
Especialista em Medicina da Família e Comunidade
Clínico Geral
CRM-PR 27103 RQE 20778

Home